Arte Postal-Arte na Rede

Recentemente observei muitos sinais que me fazem sentir como se a Arte Postal estivesse chegando a um final: ha muitas publicacoes passadas que poderiam ser vistas apenas como gcompilacoesh de Arte Postal; diversos precursores dessa forma de arte ja faleceram, incluindo Ray Johnson (Estados Unidos), o Pai da Arte Postal, G A Cavellini (Italia), Robin Croziel ( Inglaterra), Robert Rehfeldt e G Deisler (Alemanha), Carlo Pittore (Est. Unidos), e outros. Isso esta acontecendo, provavelmente, por que a troca de correspondencia, nessa era de computadores, e considerada primitiva. Principalmente depois do fim da Guerra Fria entre o Leste e o Oeste a necessidade de correspondencia entre aqueles diferentes mundos tornou-se obsoleta.

Por outro lado, eu venho regularmente recebendo arte postal pelo correio e por fax - em resposta a meu Projeto de Celula Cerebral que data de 1985 ? e que alcancou o numero 652 em junho de 2006. Cada vez que eu recebo arte postal eu me alegro ao ver mais e mais novos participantes. Apos fazer uma gcollageh com seus desenhos, projetos, selos, carimbos, gstickersh e seja la o que for que enviem, eu sigo a regra de mandar o projeto final de volta a cada participante. A Arte Postal esta longe de acabar. Eu aprecio o aspecto colaborativo da Arte Postal. E importante haver novos participantes a cada vez e, mais importante ainda, e ser evocado pelas ideias de outros artistas de dentro da ampla e profunda Rede, com sua diversa amplitude de expressoes e conceitos. Eu posso tornar mais interessantes as ideias de outros artistas postais atraves da ativa apropriacao de carimbos, selos e tantos outros materiais agregados ao trabalho e enviados e tambem atraves de minhas proprias impressoes. E ainda mais, posso dar aos outros artistas postais a impressao de que eles podem utilizar a arte de outro e acrescentar a ela suas proprias ideias.

Na Fisica existe o chamado efeito Doppler: o som que chega mais proximo de mim se torna mais estreito entre as ondas sonoras e, como consequencia, soa mais alto e mais urgente aos meus ouvidos; ao contrario, a medida que as ondas sonoras se afastam de mim, tornam-se relativamente maislongas e, por conseguinte, o som torna-se mais baixo. Ha uma variedade de sons fisicos ao nosso redor, por exemplo, o som dos carros indo e vindo. Esse fenomeno e verdadeiro tambem para a arte: alguma arte vem para mim, enquanto outra se afasta. Pessoas frequentemente me perguntam como podemos distinguir entre boa e ma arte. Nao importa se essa pintura representacional e boa em composicao, cor e tecnica, ou se aquela peca de arte abstrata e boa em ritmo e equilibrio. Penso que nao e importante decidir qual estilo e melhor do que outro. Isso significa que a maneira tradicional de pensar em arte esta esmaecendo em mim. Frequentemente observo que os artistas usam so tecnicas limitadas, a despeito do que e considerado goriginalidade e individualidadeh, atributos perseguidos com esforcos constantes e por tanto tempo pelos precursores da Arte Postal. Uma variedade de trabalhos de arte moderna, com demasiada falsa assertiva de originalidade e individualidade, tambem esta viajando para longe de mim.

Quando eu estava na escola de arte, eu costumava desenhar e pintar representacionalmente, movido pelas composicoes de Cezanne, pela luminosidade de Matisse e seu estilo proprio, plano (bidimensional?). Algum tempo depois tive algum intercambio com membros do Grupo Gutai, portanto aprendi novos conceitos atraves da arte contemporanea. Consequentemente, venho participando da Rede de Arte Postal. Afirmo que isso foi uma mudanca natural, que nao e incompativel com meu conceito pessoal de Arte. Nao precisamos de grandes atelies, ou espaco para armazenar pinturas. Qualquer um que deseje tomar parte em arte postal, assim o faz livremente. Podemos negar a autoridade dos trabalhos de arte tradicionais, por que os artistas de arte postal trocam diretamente seus proprios trabalhos. O fascinio pela Arte Postal, ha mais de vinte anos, aproximou-se de mim com um alto som e, mesmo hoje, o conceito colaborativo da arte postal continua aproximando-se de mim produzindo um som muito mais alto.

Nao possuimos nenhum gismoh no vasto campo da Arte Postal. Cartoes postais, xeroxes, colagens, desenhos, fotos, CGs (?), CDs e outras formas sao enviadas por correio, fax, e-mail, etc.. Estamos cativados pela diversidade com que os membros da Arte Postal pensam e se expressam. Nos damos conta de que os incontaveis gismosh sao misturados, numa especie de caos, que e representado na Arte Postal. Claro que nao registramos direitos autorais de nossos trabalhos. Interessados nos trabalhos dos outros, acrescentamos a eles alguma coisa, ou os combinamos e os enviamos de volta ou adiante, para uma terceira pessoa. Ocasionalmente os encontramos transformados, aos pedacos, com um conceito bastante inesperado.

A primeira vista, a floresta tropical e constituida de arvores gigantescas, mas o fato e que a Floresta Amazonica, na America do Sul, consiste em numerosas especies que coabitam harmoniosamente: samambaias e musgos, parasitas das gigantescas arvores; insetos diminutos, que se escondem debaixo de folhas caidas; insetos camuflados, contra os inimigos, em folhas e ramos secos; frageis insetos, fervilhando juntos; uma fieira de passaros, mostrando sua existencia atraves de penas multicoloridas e gritos agudos, e muitos outros mamiferos e passaros. Realmente nos deslumbramos ao perceber quao diversas sao as formas de vida. Podemos aprender da floresta tropical que ha miriades de Formas de Vida. Nao estamos acorrentados a nenhum gismoh, da mesma forma que essas arvores ao confinamento, nem nos importamos com direitos autorais; preferimos revisar e copiar outros trabalhos num estilo facil e livre. Em tal rede ha a oportunidade de vivenciar muito atraves da comunicacao pela Arte Postal. Essa e a propria vida, pela qual podemos adquirir experiencia numa variedade de formas. Arte pela Rede (Internet) e arte que nos capacita a ser um mestre na camuflagem, ou borboletas voando com suas asas coloridas.

Hoje dou-me conta de que somos todos parte de um quebra-cabeca, do qual eu posso ser uma peca, e de que posso criar arte de tal modo que possa essa arte estender-se alem de mim proprio como individuo, em comunicacao com infinitas ideias de artistas de Arte Postal. Da mesma forma que apreciamos as varias Formas de Vida da Amazonia, podemos experimentar uma gama enorme de formas de arte na Rede de Arte Postal. Somente os seres humanos sao capazes de experimentar formas de vida plurais, atraves das quais podemos imprimir um sentido genuikkno a nossa criacao.


traducao de Thereza C. Jacob

itm.@QOOU @qxnrtjd@bngdm


TOPɖ߂